ArteCADIDesportoEducaçãoSYnergia

CADI: Arranque das obras

A transformação de sonhos em realidade é um processo único, de obstáculos e concretizações

A Associação Juvenil SYnergia acredita que há obstáculos que valem a pena se lutar para ultrapassar e por isso te feito por juntar os já inúmeros parceiros para um projeto que quer afirmar a inclusão e a mobilidade para todos, a todos os níveis.

Este espaço resulta da experiência do Synergia na dinamização de redes desportivas e culturais, envolvendo mais de 40 parceiros da região e na experiência de atração de praticantes, atletas e agentes culturais, no âmbito de diferentes projetos desenvolvidos pelo SYnergia e demais parceiros.

Partindo destes pressupostos, este projeto assenta na construção de um espaço polivalente, aberto à comunidade e vocacionado para a prática de atividades inclusivas nas áreas do desporto, da educação e da cultura, o Centro de Artes e Desporto Inclusivo.

Localizado em pleno centro da cidade, este será constituído por espaços para atividades desportivas e lúdicas, salas de estimulação sensorial, de promoção da literacia e de estimulação da educação pela arte, para TODOS, promovendo vivência do CADI de pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida, através da intervenção física de melhoria da mobilidade e criação de atividades inclusivas.

Este será um espaço urbano preparado para a mobilidade reduzida, que servirá, ainda, como casa de associações juvenis, culturais e desportivas. Estas serão responsáveis pela dinamização diária da praça e dos equipamentos existentes, incentivando a prática desportiva, estimulando a cultura e a inclusão social, através da promoção de atividades para todos.

Concluímos agora, depois da elaboração de um projeto que respeitasse estes princípios e fosse igualmente sustentável na sua obra e dinâmica posterior que se pretende, o processo de licenciamento, que permitirá o inicio da obra.

Alvará de construção do CADI

A infraestrutura a intervir, terá a sua área útil aumentada e adaptada, possibilitando a mobilidade total em toda a praça, uma nova rede elétrica e avac, pensada igualmente com melhor eficiência energética e térmica, reunindo condições para promover um conjunto de projetos únicos.

Este projeto pretende afirmar-se como um local de promoção do desporto, da cultura e da inclusão social, um espaço sem barreiras, de todos e para todos. Estão envolvidas neste projeto 42 associações e mais de 3000 utentes com necessidades especiais e/ou mobilidade reduzida.

Este é um projeto “De e Para” a comunidade, assumindo a participação dos parceiros, e só possível graças à Responsabilidade Social das empresas e cidadãos, iniciando-se em breve uma nova campanha de sensibilização e angariação de fundos para a concretização de fundos.

ARTES || DESPORTO || EDUCAÇÃO || MOBILIDADE PARA TODOS

Este projeto une-se aos diversos recursos endógenos da região, como espaços físicos de promoção do desporto e da cultura como Parque da Ponte, Estádio 1o de Maio, Complexo Desportivo da Rodovia, Teatro Circo, GNRation, e eventos estruturantes, como Braga Romana, São João, Noite Branca, Semana Santa, entre outros, apresentando-se como um espaço integrador de atividades desportivas e culturais, dinamizadas por diferentes agentes da região.

Este projeto também terá um grande impacto do ponto de vista do capital humano, uma vez que a sua inauguração irá coincidir com as comemorações de Braga: Cidade Europeia do Desporto 2018, o que trará uma grande movimentação de pessoas e serviços nas áreas do desporto e do desporto adaptado, sendo que alguns destes eventos desportivos serão realizados no CADI, particularmente pela sua relevância no acesso à pessoa com deficiência, o que será fundamental nos eventos do desporto adaptado.

A cidade de Braga beneficia assim de um conjunto de argumentos que lhe permite aspirar a desempenhar um papel de relevo na inclusão, de que o CADI – Centro de Artes e Desporto Inclusivo será um importante instrumento.

Esta será a primeira fase de um projeto de reabilitação urbana mais alargado que pretende em seguida efetuar a requalificação do espaço exterior através de melhorias no ringue e no parque infantil existentes, da integração de equipamento adaptado a pessoas com mobilidade reduzida, da criação de espaços para atividade física ao ar livre, de espaços verdes e de um espaço leitura para a população sénior e para pessoas com deficiência.

Deixe uma resposta