SYnergia

Semana da Juventude

A cidade de Braga celebra esta semana a sua Juventude.
A Semana da Juventude, que decorre de 11 a 17 de junho, é um programa que tem como objetivo promover o convívio entre os jovens do concelho de Braga, proporcionando-lhes experiências lúdicas, didáticas, desportivas, culturais e educativas.

Com uma programação intensa esta iniciativa, que dinamiza e dá “palco” aos jovens bracarenses, mostra a transversalidade de uma nova geração que apresenta gostos muito diversificados, mas, ao mesmo tempo, extremamente selecionados.

Concertos, Festival Radical, Workshops e Conferências são algumas das iniciativas que irão marcar a Semana da Juventude.

A semana inicia com um troféu de Karting, para os amantes deste desporto de adrenalina, seguindo-se um dia dedicado aos videojogos e simuladores no GNRation.

Mostrando as potencialidades de vivências europeias, nomeadamente no program ERASMUS +, realiza-se o “Braga Exchange Experience”. Para os amantes de cinema há o “Cinema no Páteo”.

Para o fim de semana está guardado o Braga Souns Better (Festival de Verão), em simultâneo com o Festival Radical e BSB Eco (Festival Ecológico). Nestas três últimas iniciativas destaco a forma brilhante com que o Município interpretou o Orçamento Participativo e o transformou numa verdadeira iniciativa em co-gestão pelos jovens bracarenses. Esta é uma excelente forma de empoderar a classe mais jovem e confiar nas suas ideias e projetos. Parabéns a todos os elementos do Pelouro da Juventude, na pessoa da Sra Vereadora Sameiro Araújo, por terem essa coragem de dar voz e iniciativa aos jovens.

As atividades continuam com mais uma mostra de Jogos de Tabuleiro que, a cada dia que passa, ganham mais amantes desta modalidade educativa extraordinária.

São muitas as ofertas para se viver uma semana de Juventude como ela merece. Não o digo em termos estatísticos nem em número de participantes, que dependem sempre de vários fatores. Falo sim da programação eclética e que chega a todas as áreas que uma nova geração procura para as suas satisfações pessoais e de socialização.

A forma como depois de verem os seus projetos aprovados, esses mesmos jovens se rodearam de mais pessoas e apoios das mais diversas áreas demonstra, sem qualquer dúvida, uma verdadeira “rede” geracional e organizacional.

É através destas iniciativas, onde se cruzam gerações, que se trabalha a participação cívica dos mais jovens. Numa altura em que se debate o associativismo juvenil em Portugal, nada melhor do que com ação mostrar o que a Nova Lei parece não querer ver: é possível e saudável a harmonia entre todas as idades e pensamentos, tal e qual como aconteceu até ao presente. Que não se esteja a criar um vazio no associativismo jovem que poderá, ao contrário do que afirmam, estar a criar um vazio no diálogo estruturado e de proximidade entre os mais jovens e os decisores políticos.

As vontades das sociedades emergem, normalmente, das suas populações e cidadãos e nunca se impõem.

Desejo, naturalmente, que esse desafio nacional de mudança nas políticas juvenis tenha o mesmo sucesso que estes como a Semana da Juventude, onde o empoderamento é dado nos momentos certos e decisivos, nomeadamente na organização da mesma.

Ricardo Sousa
Presidente

Deixe uma resposta